O vereador Ronaldinho (PSB) teve mais um de seus projetos viabilizados pela Prefeitura Municipal, que através da Secretaria de Educação implantou em fase de testes na escola do Vale do Catimbau o sistema de “Frequência Digital”, que vai possibilitar mais transparência e segurança para pais e alunos. No requerimento apresentado pelo parlamentar e aprovado pela Câmara, existe ainda a solicitação da implantação das notas dos alunos neste sistema digital.

O requerimento do vereador foi aprovado no Plenário da Casa José Soares de Melo no dia 14 de setembro de 2017 e muito bem aceito por vereadores e por representante da Prefeitura, inclusive do gestor e do secretário de educação Álvaro Deangelles. Esta semana a SEDUC divulgou nas mídias o interesse do projeto e a ativação do plano piloto que serve de teste e modelo para as demais escolas no futuro.

Como era de se esperar, o vereador Ronaldinho está muito feliz em saber que mais um dos seus projetos foi aproveitado pela administração para a melhoria da qualidade de vida da população. Outro importante projeto do parlamentar, foi a isenção de IPTU os saloaenses portadores de doenças crônicos, como Cardiopata e os que fazem tratamento contra o câncer. Destaca-se também o projeto “Praças Conectadas” que está sendo implantado na cidade, levando internet de graça em espaços públicos.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO IMPLANTA PLANO PILOTO DE FREQUÊNCIA DIGITAL EM ESCOLA DO CATIMBAU

Secretaria Municipal de Educação de Saloá implanta projeto piloto na Escola Vale do Catimbau. O projeto tem por nome: Frequência Digital, a tecnologia a favor da educação, e foi implantado na escola Vale do Catimbau, no sítio Catimbau, ainda em fase de testes para avaliar sua viabilidade. A frequência através da digital dos estudantes se mostra em uma excelente ferramenta a fim de garantir maior segurança e transparência da presença escolar do aluno para seus pais ou responsáveis e ao Programa Bolsa Família, que exige de forma mensal a quantidade de faltas dos estudantes.

“Com esse projeto em funcionamento, poderemos identificar com antecedência os estudantes propensos à evasão, assim será possível agir de forma mais rápida com o Programa Busca Ativa, o qual tem o objetivo de evitar que alunos deixem de frequentar a escola, além de gerar dados mais completos aos pais.” Afirma o Diretor de Ensino, Herlan Tenório. No final do letivo de 2018, o projeto será avaliado quanto a sua viabilidade técnica. Ao se confirmar a funcionalidade do projeto ele começará se expandir já em 2019 para outras escolas do campo e algumas da sede. “A previsão é que a partir de 2020 toda a rede municipal de educação tenha o projeto em perfeito funcionamento”. Afirma o Secretário de Educação, Álvaro Deangelles.


Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support