História de Saloá


O topônimo Saloá tem origem na língua do tronco macro-jê, dos povos fulniôs, habitantes da região, e segundo o escritor, jornalista e historiador pernambucano, Mário Melo, Significa: Areia, Barro.A Sesmaria que atualmente constituem as terras de Saloá pertencia a Gerônimo Burgos de Souza e Eça. Foram vendidas a Manuel da Cruz Vilela em 23 de julho de 1712.

O distrito foi criado à denominação de São Serafim, pela lei Municipal n° 60, de 04/03/1921, no município de Bom Conselho. Em 1939 teve seu nome alterado para barro, em 31/12/1943, através do decreto lei estadual n° 952 passa-se a chamar de Saloá. Foi elevada a categoria do Município de Saloá, pela lei estadual n° 4946, de 20/12/1963.

Em 1924 chegava aqui à família Xavier, vinda de Serrinha da Garanhuns, hoje Paranatama.

· A Primeira casa construída no Município foi pelo Sr. Manoel Pereira Machado

· A Primeira Missa foi celebrada no dia 30 de março de 1934 pelo Padre Alfredo Dâmaso. Pároco de Bom Conselho.

· A Primeira feira foi em 09 de janeiro de 1939.Bela Vista e Rua Nova também foram nomes atribuídos a Saloá, o município limita-se ao norte com Paranatama, ao sul com Bom Conselho e Terezinha, a lesta com Garanhuns e a oeste com Iati e Pedra.

Saloá está localizado na mesorregião do agreste Pernambucano, na microrregião de Garanhuns, inserida em sua maior parte no planalto da Borborema, com relevo suave e ondulado, uma porção de área leste localiza-se na unidade de maciços e serras baixas e vegetação predominante é a floresta caducifólia e subcaducifólia.

Geologicamente está localizado na província Borborema, sendo Construído pelos das samplexos Cabrobó, sendo construído pelos litotipos das samplexos Cabrobó e Belém do São Francisco.

Distancia de Recife: 256 km

Área 252,08 Km²

População: 15.027 Habitantes.

Densidade demográfica: 59,61 Hab/Km²

Altitude: 745 Metros.

Código de Município no IBGE. 2612307

Clima tropical chuvoso, com verão seco

Bacia Hidrográfica: Rio Ipanema, São Francisco e Paraíba do meio.

Administrativamente, o município e formado pelos distritos, sede e Iatecá e pelos povoados de Gigantes, São Serafim e Serrinha da Prata.Sua Economia esta baseada em um pequeno comércio em expansão, e uma agricultura com destaque para produção de milho, feijão, mandioca, café, fruticultura e culturas de verduras e hortaliça irrigadas.

A produção de Leite in natura do município é de aproximadamente 30.000 ( trinta mil litros) dia, fazendo da pecuária de leite a principal fonte de renda do produtor rural. A feira livre é outro atrativo com centenas de barracas, onde se pode encontrar uma variedade de produtos produzido na própria região.

As suas cachoeiras o clima e o relevo são alguns dos maiores diferencias de Saloá, o que pode propiciar a diversidade de cultivos e criações, além de um potencial ainda não totalmente explorado das diversas opções de turismo que podem serem instaladas no município.

Banner

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support